História

El Teatro São Pedro viene, desde 2010, trabajando con jóvenes cantantes en los elencos de sus producciones. En los años de 2010, 2011 y 2012, se realizaron audiciones para seleccionar artistas que, posteriormente, actuaron en los espectáculos de ópera. Algunos de ellos, que comenzaron aún desconocidos en el São Pedro, hoy son vistos en escenificaciones por todo el país.

En 2013, como parte de un proyecto de reestructuración del teatro, se creó la Academia de Ópera Teatro São Pedro, para dar seguimiento a la iniciativa de la formación de canto lírico y suplir la carencia de un programa nacional de educación en esa área. Todas las actividades de la Academia son ofrecidas a los alumnos aprobados de manera gratuita, siendo la duración del curso de dos años.

Fueron seleccionados 18 jóvenes cantantes que, a lo largo del año, participaron de actividades conducidas por profesionales de gran relevancia en el escenario lírico nacional e internacional, como Bruno Praticò (Italia), Annick Massis (Francia), Marco Boemi (Italia), Steven Mercurio (EE.UU.), Livia Sabag (Brasil), Stefano Patarino (Italia), Sabino Lenoci (Italia), Marcos Fecchio (Brasil), Paulo Ésper (Brasil) y Juremir Vieria (Suiza/Brasil).

Durante el año lectivo, los alumnos tuvieron la oportunidad de participar de actividades del Teatro São Pedro, como el proyecto Música al Medio Día, conciertos didácticos y en las óperas  La Cenerentola, FalstaffEl Niño y la Libertad – vencedor del premio APCA como Mejor Obra Vocal de 2013.

Conozca aquí las actividades desarrolladas por la Academia en 2014/15 y sus alumnos

Since 2010, the São Pedro Theater has been working with young singers in the casts of its productions. In 2010, 2011 and 2012, auditions were held to select artists who later worked in opera performances. Some of them, who started at the São Pedro while still unknown, today are seen in productions across the nation.

In 2013, as part of a restructuring project, the São Pedro Theater Opera Academy was created, with the aim of continuing the initiative to offer opera training and supply the lack of a Brazilian educational program in this area. All of the Academy’s activities are provided free-of-charge to students who make the cut. The opera course is a two-year program.

The program selected 18 young singers who, throughout the year, took part in activities led by professionals of major importance in the national and international opera scene, including Praticò Bruno (Italy), Annick Massis (France), Marco Boemi (Italy), Steven Mercurio (USA), Lívia Sabag (Brazil), Stefano Patarino (Italy), Sabino Lenoci (Italy), Marcos Fecchio (Brazil), Paulo Ésper (Brazil), and Juremir Vieria (Switzerland/Brazil).

During the school year, students had the opportunity to participate in activities of the São Pedro Theater, such as the “Music at Midday” project, educational concerts, plus the operas La Cenerentola,  Falstaff, and O Menino e a Liberdade – winner of the APCA Award for Best Vocal Work of 2013.

Click here to check out the activities developed by the Academy in 2014/15 and its students

O Theatro São Pedro vem, desde 2010, trabalhando com jovens cantores nos elencos de suas produções. Nos anos de 2010, 2011 e 2012, foram realizadas audições para selecionar artistas que, posteriormente, atuaram nos espetáculos de ópera. Alguns deles, que começaram ainda desconhecidos no São Pedro, hoje são vistos em encenações por todo o país.

Em 2013, como parte de um projeto de reestruturação do teatro, foi criada a Academia de Ópera Theatro São Pedro, para dar continuidade à iniciativa da formação de canto lírico e suprir a carência de um programa nacional de educação nessa área. Todas as atividades da Academia são oferecidas aos alunos aprovados de maneira gratuita, sendo a duração do curso de dois anos.

Foram selecionados 18 jovens cantores que, ao longo do ano, participaram de atividades conduzidas por profissionais de grande relevância no cenário lírico nacional e internacional, como Bruno Praticò (Itália), Annick Massis (França), Marco Boemi (Itália), Steven Mercurio (EUA), Livia Sabag (Brasil), Stefano Patarino (Itália), Sabino Lenoci (Itália), Marcos Fecchio (Brasil), Paulo Ésper (Brasil) e Juremir Vieria (Suíça/Brasil).

Durante o ano letivo, os alunos tiveram a oportunidade de participar de atividades do Theatro São Pedro, como o projeto Música ao Meio Dia, concertos didáticos e nas óperas  La Cenerentola, FalstaffO Menino e a Liberdade – ganhador do prêmio APCA como Melhor Obra Vocal de 2013.

A partir de outubro de 2014, a Academia começa uma nova etapa de atividades, sob a orientação do maestro André Dos Santos e a coordenação de Paulo Esper. Os alunos participam de atividades variadas, como os módulos de técnica vocal e interpretação de repertório de ópera e câmara, master classes com renomados artistas que integram a temporada do Theatro São Pedro, laboratórios de prática com orquestra, técnicas teatrais, expressão corporal, idiomas e palestras sobre diversos temas referentes à carreira e profissão.

Foram selecionados para a Turma de 2016, 23 jovens, entre cantores e pianistas.

A Academia já ofereceu atividades conduzidas por profissionais de grande relevância no cenário lírico nacional e internacional, como Maestro Luiz Fernando Malheiro (Brasil), Bruno Praticò (Itália), Annick Massis (França), Marco Boemi (Itália), Steven Mercurio (EUA), Livia Sabag (Brasil), Stefano Patarino (Itália), Sabino Lenoci (Itália), Juremir Vieria (Suíça/Brasil), Daniella Carvalho (Brasil), Mariella Devia (Itália) entre outros.

Além disso, os alunos tem a possibilidade de participar de atividades do Theatro São Pedro, como o projeto Música de Câmara Brasileira, concertos didáticos, recitais e produções de óperas, que proporcionam aos jovens cantores a experiência real da rotina de um teatro de ópera.

 

 

Conheça aqui as atividades desenvolvidas pela Academia em 2014/15 e seus alunos